Escolha uma Página

Ao contrário do que possa parecer, o estilo escandinavo não é moldado por escolhas estritamente estéticas. É verdade que os ambientes limpos e objetivos têm muito a ver com a racionalidade dos nórdicos, mas algumas das soluções decorativas estão ligadas diretamente ao clima da região. Quer um exemplo? Durante os rigorosos invernos os dias se tornam mais curtos, então a luminosidade natural deve ser aproveitada ao máximo e sempre que possível. Nas casas e apartamentos isso se reflete em amplas janelas e revestimentos claros, sendo que grande parte dos moradores opta por deixar tudo branco: paredes, teto e até o piso.

Interessante, não? Mas se as estações do ano por aqui são tão diferentes, como aplicar esse estilo no Brasil? Bem, digamos que a versão dos trópicos é um pouco mais colorida e aconchegante do que o branco total, mas ainda assim podemos tirar boas ideias do jeito de morar escandinavo. Confira agora projetos nacionais e internacionais inspirados nessa estética e também algumas dicas de como reproduzi-la.

 

A luz como protagonista

Não é preciso morar em outro continente para saber a importância da iluminação natural para o bem-estar de uma casa. Para valorizar a entrada de luz em todos os cômodos, dê preferência a espaços abertos e integrados, com poucas barreiras visuais. Móveis baixinhos também ajudam, pois não bloqueiam a luminosidade – principalmente quando estiverem próximos às janelas. Ao invés de pintar tudo de branco considere nuances similares, porém menos frias, como o off-white ou um cinza clarinho, que garantem a base neutra. É claro que luz demais também incomoda então escolha cortinas leves para filtrar os raios e manter a privacidade.

A suavidade da madeira

Nada traz tanto aconchego à arquitetura quanto a madeira. Seja nos revestimentos, como o assoalho do piso, ou nos móveis, esse material aquece os cômodos com suas tonalidades e texturas. Nesse estilo dificilmente a madeira irá aparecer em versões escuras, então o segredo aqui é apostar em padrões suaves e claros – que não entrem em conflito com a paleta de tons do projeto. Esse tipo de decoração não se baseia no contraste, e sim na harmonia entre os elementos.

A curadoria de peças

Já ouviu aquele termo “poucos e bons”? A escolha do mobiliário nos países nórdicos é exatamente assim, ou seja, nenhum móvel sem propósito passa na seleção. Fugindo de excessos, os escandinavos priorizam a funcionalidade de cada peça e a circulação nos espaços – o que não significa que a beleza seja deixada de lado. Muitos dos mais renomados designers do mundo vieram dessa região, então boas opções não faltam por ali. Além de ícones do design, é comum usarem também artigos vintage, que conferem personalidade.

Talvez o melhor adjetivo para esse estilo seja sereno. Afinal os ambientes são comedidos, bem pensados. O tempero brasileiro pode vir também com delicadeza, em pequenos acessórios estampados, obras de arte coloridas e tecidos de toque macio.

Bem, agora que você já sabe um pouco mais sobre a decoração dos países nórdicos, que tal comprar produtos legítimos de lá e deixar a casa mais elegante de um jeito moderno? No link você encontra uma seleção de utilitários com design limpo e funcional. Confira no link: http://bit.ly/escanuance!

Gostou de aprender mais sobre o tema? Se tiver dúvidas comente abaixo.

 

SEJA VIP
Cadastre seu nome e e-mail e faça parte do L4H Members Club. Receba GRATUITAMENTE atualizações do blog, lançamentos em primeira mão e descontos exclusivos Luxe4Home!
Não se preocupe. Jamais usaremos seu email para envio de spam.
Powered by Optin Forms

Pin It on Pinterest

Gostou deste post?

Compartilhe com seus amigos!